O Brasil do “futebol”

Written by adv on 5 de julho de 2008 – 20:02 -

Há vários posts sobre futebol aqui no Log de MSN, todos descompromissados, resguardados nas devidas proporções do cotidiano. Na verdade são mais conteúdos que se enquadram nas diretrizes daquilo conhecimento como “blogosfera”. Recentemente fiz uma montagem bem simples mas que o resultado final deixou-me um pouco surpreso. Rapidamente, aproveitei e tentei colocar as inquietações em palavras. Abaixo a imagem e um pouco do conteúdo.

Com os pincéis ideológicos do Estado, dos capitalistas, da mídia e de uma população mais vítima do que culpada, o quadro do terror de um país onde reina com prosperidade a arcaica política do “pão e circo” em sua versão moderna conhecida apenas como “circo”, dá lugar a uma vida que pintamos em um fictício paraíso tropical marcado pela violência e pelas desigualdades sociais, onde repressores, ditadores, craques de bolas, religiosos e apresentadores de auditório desfilam juntos recebendo os aplausos de uma platéia de fanáticos. Fonte: Eterno Retorno


Posted in Filosofando, Futebol | 2 Comments »

Libertadores: LDU vence Fluminense – Renato Gaúcho fica sem graça

Written by Roberto Obolg on 3 de julho de 2008 – 23:03 -

“Se precisar ganhar com 2 gols, faremos 2, se precisar de 3 faremos 3, se precisar de 4 faremos 4, só sei que esse título é do Fluminense.” (Renato Gaúcho)

“Alguma coisa lá em cima me diz que seremos campeões.” (Renato Gaúcho)

LDU-LibertadoresEmbora o assunto seja Libertadores, Fluminense x LDU, com a Liga Deportiva Universitária levando o caneco, a minha preferida é rir dos atletas de Cristo, os palhaços que sem eles o show não seria o mesmo.

Na vida social, de modo geral, as pessoas arrogantes comumente são também agressivas e irritadiças, já que afastam de si a maioria das pessoas que não suportam conviver com sujeitos desse tipo.

Na mídia, felizmente, não precisamos conhecer a vida social desses atores, daí surge o aspecto cômico da situação, de tal forma que os personagens arrogantes servem de riso ou no mínimo rende um post
descompromissado.

A LDU, um time desconhecido, mas não somente por isso que foi ridicularizado enquanto “azarões” ou dotados de alguma combinação de sorte que o colocaram na final, mas mais pelo fato de ter tido o infortúnio de ter que decidir na terra daqueles que são conhecidos como os “melhores do mundo”, já foi dada por derrotada antes mesmo da primeira partida.

Vieram então os pobres e derrotados equatorianos com uma bela vantagem na bagagem. Deram um espetáculo, sobretudo, com os dois laterais e de maneira geral, um time rápido, objetivo e que nem por isso deixaram a desejar em belas jogadas. No gol, um goleiro que, embora tido como “aceitador de bolas no canto esquerdo”, deu um show em particular. – Azar o dele, não cobra faltas e não nasceu no Brasil não pode ser craque.

Equatorianos e time de universitários, jogando no Maracanã, sala ecumênica da infernal história do futebol no Brasil, e pra piorar, com o árbitro atropelando as regras em favor do time da casa.

Resultado: O Fluminense perdeu o rumo, o “coração de leão” fez miau, e o melhor do dia, mais um atleta de Cristo de sorriso sem graça.

Sugestão do Log de MSN: Renato Gaúcho pega aquela faixa de Rambo que você usava em décadas passadas e amarra o queixo.

Ver o Maracanã lotado sair magoado, em uma simbolização entre Equador x Brasil, não tem preço!


Posted in Futebol | 1 Comment »

São Paulo em busca de uma nova imperatriz: vem ai Ronaldo “fenômeno”

Written by Roberto Obolg on 1 de julho de 2008 – 22:08 -

ronaldo-fenomenoQuem quer Ronaldo “fenômeno” para jogar no time? – Brasileiros insanos, com as paixões populares aflorando, daqueles que chamam Adriano de “Imperador”, Kaká de “Príncipe”, assistem e degustam lentamente cada comportamento exibido nos programas de publicidade de câmeras digitais esportivos, apresentados por ex-modelos fracassadas Renata Fan ou anões gordos briguentos Flávio Prado, Kajuru.

Incluem nessa lista aqueles que chamam Pelé de “rei”, como se ele realmente fosse alguma figura que fez algo significativo para o Brasil, mesmo que tenham visto apenas montagens de seus gols em preto, branco e chamuscados.

Errado! O Ronaldo “fenômeno” já aflorou as euforias sempre bem afloradas do departamento de marketing, publicidade, putaria ou o nome que preferirem, do SPFC. – Qual o motivo? Perguntem pelas praças públicas do Rio de Janeiro…

Na verdade, o SPFC quer recuperar o Ronaldo, já que ele já “deu” muito e as pessoas “infelizmente, esquecem rapidamente o que fez. Ele é um jogador bem diferente dentro do campo, mas tem de fazer a pergunta para ele se quer continuar jogando futebol ou não.” (Muricy Ramalho, Terra Esportes) [grifos meus]

De qualquer forma, os fundos do SPFC, sempre abertos, estão novamente à disposição para “recuperação” do jogador. – Que tipo de “recuperação” é esta, deixamos por conta do salão de beleza do SPFC.

Os jogadores do São Paulo já estão acalorados com a idéia: “Para mim, é o melhor jogador que já vi e seria a realização de um sonho se pudesse jogar ao lado dele. Se fosse para ser banco dele, não teria problema também”, diz Borges (Terra Esportes).

Borges é um intelectual, conseguiu constatar que com Ronaldo sempre haverá uma ou mais bolas pelas “redondezas”.

*Foto: Ronaldo em um momento de arrebatamento com a bola


Posted in Futebol | 1 Comment »

Final da Euro 2008: Espanha vence Alemanha e é campeã

Written by adv on 29 de junho de 2008 – 19:08 -

euro 2008 final

Acabou! Espanha vence Alemanha por 1 x 0 na grande final. E como brasileiro não gosta de estar de fora, já tem uma ampla parcela da imprensa que enche os pulmões para dizer que graças ao Marcos Senna – brasileiro naturalizado espanhol – a Espanha conquistou o título.

Depois de vários bons jogos que a Euro 2008 proporcionou é bom os admiradores de futebol voltarem a triste realidade futebolística no Brasil.

O futebol na Euro assim como no mundo, tem em sua essência o mesmo caráter mercadológico, no entanto, a Euro costuma mostrar seu espetáculo, também, entre as torcidas, onde povos de várias nacionalidades e etnias se misturam com um único objetivo: admirar o espetáculo.

Tomando o termo “civilizado” em sentido literal, podemos dizer que são demonstrações civilizadas de torcidas, em detrimento dos arruaceiros, vândalos e criminosos que compõem as torcidas de futebol no Brasil.

Embora eu não tenha nenhuma seleção européia na qual admiro para torcer, aprecio o espetáculo, sendo que alguns jogos emocionantes proporcionados por Rússia e Turquia não se repetem com tanta freqüência.

Os escritores, músicos e artistas que mais aprecio, grande parte são alemães, no entanto, não há nenhuma relação. Mas elegi uma, o fato da da Alemanha ter perdido a Copa de 2002 para o Brasil me leva a torcer contra :P – além do quê, ninguém merece ver o excesso de grosseria que compõe a zaga alemã com Mertesacker e Metzelder.

Do mais, vale a pena sonhar que a realidade desses torcedores um dia também será a nossa. Agora acorda e volte pra realidade do sonolento e tedioso futebol brasileiro, com direito a imensa gama de “atletas de Cristo” que acham que Deus torce exatamente para o time deles :P


Posted in Futebol | 1 Comment »

Seleção do Brasil + Oscar Ruiz não vencem a Argentina

Written by adv on 19 de junho de 2008 – 16:27 -

Uniforme da selação argentinaTudo bem, jogo feio, horrível, tenebroso, tedioso. Ambos os times horríveis. Julio Cruz, Coloccini, Gutierrez, Gago… quanta gente ruim para um mesmo time. Não se deve esperar muito de uma Argentina dirigida por Basile.

Do outro lado as coisas ficam mais feias ainda porque são jogadores que nunca foram craques mas que se acham craques.

Saudosos tempos de Killy Gonzales, Simeone, Véron… que garantiam sempre a emoção nas provocações, nas cusparadas, nos carrinhos; no legítimo jogo desleal. Mas tudo bem, estou literalmente morrendo afogado nos próprios excrementos, não é hora de pitadas de agressividade, um enfermo deve se contentar com um jogo de futebol onde os praticantes também pareciam estarem enfermos.

Mas eu não posso deixar a oportunidade de deixar registrado que o Brasil mais o brasileiríssimo árbitro de futebol Oscar Ruiz, dessa vez, não conseguiram vencer uma Argentina debilitada. Duvida? – Ora, nem precisa voltar no tempo, é só perceber que o Galvão Bueno refere-se ao Ruiz como um ótimo árbitro.

O jogo valeu pela sensação de ver o desapontamento de brasileiros que não desistem nunca, além, é claro, a imperdível imbecilidade daquele legítimo nacionalista, pelo menos quando a bola rola, que grita Brasil-sil-sil. – Enquanto isso eu grito… chupaaaa Galvão!


Posted in Futebol | No Comments »




© LogDeMSN. Alguns direitos reservados. Licença Creative Commons SA
Este site é rentabilizado pelo programa Google AdSense. Leia a nossa política de privacidade para aceitar a navegação